O que você procura?

Sua 0KM ESTÁ AQUI!

03/02/2020

Compartilhe:

Honda Biz 125: ideal para quem busca mais mobilidade

Bonita, estilosa, leve, ágil, muito fácil de pilotar e acessível, estes são alguns dos atributos que fazem da Honda Biz 125 a segunda moto mais vendida no país e, segundo a fabricante, a de maior contingente feminino. E seu sucesso não é acaso. O conceito de CUB (Cheap Urban Bike), que em português quer dizer moto urbana barata, nasceu no Japão e saiu da mente visionária do senhor Soichiro Honda, um sonhador japonês que quis oferecer à população japonesa uma motocicleta leve, ágil tão fácil de pilotar que fosse capaz de substituir as bicicletas, o veículo mais utilizado na época. Nascia então a Honda Super Cub, revolucionária na época com seu motor de 50cc e câmbio de embreagem automática. Aqui no Brasil a Honda inaugurou o segmento CUB em 1992 com a C-100 Dream, que depois de alguns anos e muitas pesquisas de mercado se transformaria na Biz, em 1997. De lá para cá, a marca já vendeu quase 3,5 milhões de unidades. Só em 2019, segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) ela emplacou mais de 155 mil unidades, ficando atrás apenas da CG, a campeã de vendas no Brasil, com praticamente o dobro desse número no mesmo período. Segredos do sucesso A BIZ 125i está muito bem resolvida e com nível de acabamento de dar inveja. Novas combinações de cores, como a bege com detalhes na parte interna do frontal e banco em marrom, e a prata com os mesmos detalhes em azul, ficaram bem bonitas. As duas vêm com as rodas em liga de novo desenho com raios duplos, de estilo duvidoso a meu ver. Décadas se passaram do lançamento, mas o conceito se manteve, claro, tecnologicamente muito mais avançada, agora com motor bicombustível, sistema de freio combinado. Ela mantém as virtudes da agilidade, leveza e competência para transitar no tráfego urbano, o câmbio de embreagem automática ajuda na tarefa. Motonetas O fato de ter pedaleiras e câmbio em vez de assoalho e transmissão CVT são algumas características que diferenciam as Cub dos scooter. O peso também é um diferencial, a Biz 125 é 26 quilos mais leve do que uma PCX 125, por exemplo, o que facilita sua pilotagem e manobras em espaços apertados. Desempenho da Biz 125 O motor monocilíndrico rende honestos 9,2 cv a 7.500 rpm de potência máxima e 1,04 a 3.500 rpm de torque, suficientes para fazê-la competentemente nas arrancadas de saída dos semáforos, mas suas retomadas também permitem uma tocada divertida e segura. Acionar o câmbio não tem segredo, todas as marchas são para baixo e, caso você pare em quarta e última marcha, não precisa voltar todas as marchas para cima, é só pisar novamente no pedal para baixo e selecionar o neutro entra, uma caraterística do câmbio rotativo. As reduções devem ser feitas com pequena aceleração para evitar os trancos, principalmente quando devagar, de segunda para primeira. Quanto à ciclística, a Biz 125 é bem resolvida, obedece rapidamente aos comandos e sua leveza é capaz de fazer você curvar antes do tempo se você for meio afoito ou se distrair e apontar na direção de uma vez. Suas suspensões têm boa capacidade de amortecimento e são ajudadas pela rodas, de 17 polegadas na dianteira e de 14 na traseira. Os dois amortecedores traseiros são desprovidos de regulagem, tem funcionamento limitado e transmitem parte de seus movimentos para o corpo do piloto, com garupa os encontros no final de seu curso são frequentes e as pancadas podem ser cruéis. Parada final Agora a Biz 125 tem como equipamento de série (obrigatório) os freios combinados, eles permitem paradas rápidas e seguras, principalmente para os menos experientes, que costumam utilizar o freio traseiro como único meio de parada em qualquer situação. O sistema aciona a pinça dianteira ao pisar no pedal do freio traseiro, multiplicando a capacidade de frenagem com a utilização somente do traseiro. Em algumas situações, pode ser a salvação dos ocupantes, embora este sistema atrapalhe um pouco nas manobras de baixa velocidade. Uma prova de que não se pode ter tudo ao mesmo tempo. Seu custo é um preço justo para esta motoneta que é capaz de enfrentar todos os desafios do ir e vir do dia a dia com desenvoltura e estilo. Para quem não quer uma moto e prefere a postura das motos à dos scooter é perfeita. Sem dúvida a melhor opção das Cub e venda. Fonte: https://www.motociclismoonline.com.br - por Ismael Baubeta

Compartilhe:

xxx